A última novidade é que o Ministério das Comunicações, ainda no governo da presidente Dilma Rousseff, publicou uma orientação para que a Anatel, órgão regulador dos provedores de